segunda-feira, dezembro 07, 2009

"DO COMEÇO AO FIM"









No primeiro semestre,quando vi o trailer deste filme,fiquei muito incomodado.É uma história de amor,mas um amor entre irmãos.Lembro-me que a MAGUI até disse : "acredite.Isto existe!"

Claro que existe,mas eu nunca tinha visto num filme brasileiro,com atores famosos,até se beijando ardorosamente.

Pois bem,finalmente o filme estreou. Infelizmente sem nenhuma divulgação,em poucas salas,como que envergonhando-se do tema.Isto me emputeceu. Era o preconceito ganhando mais uma batalha nesta guerra interminável.

Fui assistí-lo com meu Príncipe,no sábado,no Shopping Frei Caneca, e notei uma platéia quase que totalmente homossexual. Claro,afinal,quem fora do meio,ouviu falar neste filme?

E ele nem é tudo isto. A história em si é interessante,polêmica. Mas eu não gostei do roteiro.Há um vácuo enorme entre a infância dos irmãos e a fase adulta.E quase na primeira cena da nova fase,eles ficam nús na sala de casa. Como? Por que ?

Enfim,gostei dos atores,apesar dos diálogos curtos.E achei a fase infantil mais elaborada que a fase adulta.

Mas isto é só a minha opinião.E a sua?




CETRO DE RAMSES








Ele não foi apenas um dos campeões brasileiros,ontem no Maracanã. Ao escolher voltar da Europa pra voltar a morar perto dos seus,recebendo carinho e atenção,ele foi na contramão da mídia e dos sonhos dourados dos palcos europeus e seus "euros" valiosos.
Ele não carregou o Flamengo nas costas,mas foi ,sem dúvida,um dos pilares desta conquista bonita e que deve ser exemplo a muitos outros clubes ( inclusive ao meu ),de que ,para vencer,também tem que haver vontade,garra e um desejo de ganhar que ultrapasse as palavras de sempre.
E ainda por cima,foi um dos artilheiros de um campeonato disputadíssimo.
CETRO para o ADRIANO !!!




PAZ & BEM !!!







20 comentários:

Daniel Savio disse...

Ham?! Filme brasileiro para este dias!?

Nem sabia que estava para estrear (imagina se numa capital o negocio foi meio oculto, num roça, não chega tão cedo; hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade)...

Nem digo nada sobre o Flamengo (não tenho time).

Fique com Deus, menino Do.
Um abraço.

Anônimo disse...

O incesto é chocante.

Em vez de cetro para Adriano, eu votaria na tumba para a arrogância e incompetência de Muricy Ramalho, pois ele conseguiu o que parecia impossível, tirou o título do Palmeiras e ficou fora da Libertadores. Teve medo de assumir o comando da equipe no clássico contra o grande rival e Jorginho venceu por 3 X 0.
O Flamengo foi campeão com Andrade como o Palmeiras poderia ter sido com Jorginho.
Manoel Carlos

Anderson disse...

Tem um ano que não vou ao cinema, nem estou acreditando!
Agora que me dei conta disso!
Então acho que vc percebeu que minha resposta é que ainda não assisti esse filme.
Excelente semana pra vc!
Abraços!

Mauri Boffil disse...

to louco pra ver

Cecília disse...

Poxa, nem ouvi falar desse filme!!!
Deu vontade de ver...

Beijão!

Pedro disse...

Achei o filme mediano. E medroso, eu diria. Ele procurou levantar uma discussão, mas, quando a discussão ia vir, ele resolveu tudo de forma bem fácil com as duas mortes e a ida direto à fase adulta. E a discussão se perdeu. Imperdoável o filme não abranger a adolescência, justamente o período que foi mais decisivo para os dois. Enfim, o filme propõe uma discussão que nem ele mesmo discute. Pena. Era um tema interessante e que independe da questão homossexual, o incesto por si já é uma questão polêmica.

disse...

Não ouvi falar desse filme DO,acho que por aqui nem entrou em cartaz ainda.Qto ao Cedro para o Adriano prefiro nem comentar.Acho eu que hoje no futebol brasileiro existentes jogadores excelentes e que fizeram excelente atuação mais como não jogam no mengo não são lembrado,isso é muito triste.Sei que vc não gosta do Flu mais o FRED deu show de bola,acredito se hoje o FLU conseguiu escapar do rebaixamento e vai continuar na serie A em 2010 é merito dele tbém.Eu daria sim o CEDRO ao FRED.Dei uma sumidinha mais já estou de volta.Bjus

Serginho Tavares disse...

eu não vi o filme então não posso comentar
sobre o cetro de hj eu tenho uma critica a fazer
adriano não merece um cetro e sim uma tumba já que o que ele fez foi mto desonesto anunciando que saia de um time pra se dedicar a vida pessoal quando na verdade já tinha era assinado com o flamengo que não foi hexa coisa nenhuma já que o título de 87 foi do sport
enfim... é isso

luluonthesky disse...

Embora não seja do meio, eu já tinha ouvido falar do filme pq tem um ator novato que é o Rafael Cardoso que fez Beleza Pura e agora estará na série cinquentinha.
Big Beijos

O Árabe disse...

Eu ainda não asisti, DO; devo vê-lo em breve. Mas concordo com você: o preconceito sempre existe. Infelizmente. :( Meu abraço, boa semana!

Diego Hatake disse...

Eu ainda não vi, e se depender do distribuidor e dos cinemas daqui não vejo tão cedo...

Magui disse...

Eu acho que o cinema pode mostrar todas as paixões humanas mas tem gente que não tá afim de ver. O que importa é que sejamos generosos com as diferenças , respeitando uns e outros e não se achando com o direito de patrulhar quem não conhece.
Obrigada por me citar.Tomara que tenha me rendido alguns leitores.Ummm...

disse...

Voltei para te avisar DO que atualizei o blog ...Bjus

Luma Rosa disse...

DO, a procura por este filme é campeã no "Luz" desde quando fiz o postezito falando sobre ele em Maio deste ano. A procura é enorme, então penso que o povo é mesmo hipócrita e não assume o interesse. Acredito, do mesmo modo que a Magui, expôs que é algo bem comum, principalmente em famílias onde a convivência ultrapassa as barreiras que a moral, religião e sociedade impõem. Recentemente questionei no twitter - http://twitter.com/Luzdeluma/status/6112015297 - vale dizer que apenas uma pessoa ousou responder e mesmo assim por DM. Ah, e se ler os comentários no Luz, vai perceber como o povo fica em cima do muro!
Lógico, que não vamos seguir as histórias bíblicas ao pé da letra, mas e se seguirmos? Para nascer crianças, existia somente Eva no paraíso. Como fizeram Abel e Caim? Os racionais são meio loucos!! Beijus,

NADJA disse...

MENGÃOOOOOOOOOOOOOOOOO É RAÇA VIVA !!!!
NOSSA A MUITO TEMPO QUE Ñ VOU AO CINEMA QUERIDO!!!
VIM TE CONVIDAR PARA NOSSA CEIA DE CONFRATERNIZAÇÃO!!!
NO CONDOMINIO..ESTÁ UMA BELEZA..ESPERO POR VC !!!
UMA FELIZ SEMANINHA TE DOLU ...FIQUE COM DEUS!!!
SINDICA NADJINHA!!!
http://sindicovirtual.zip.net/ceianatal.html

Alex disse...

Do, sou um assumido não-admirador do cinema brasileiro, mas vou assistir a este fime um dia. Só pelo trailer e algumas cenas, percebi que o roteiro não é muito bom. Acho que veio mais pra afzer barulho, e isso é uma pena.

Abraço e olha a chuva!

Scorpys disse...

Bom,minha filha me falou desse filme,mas aqui em Bsb acho que não passou.E viva o MENGOOOO....rsr.Tenha uma semana deliciosa,
beijussssssssssss

. fina flor . disse...

já tinha lido sobre, mas confesso que não me chamou a atenção.... se você diz que o roteiro não é lá essas coisas, chama menos atenção, ainda, rs*

beijos, querido

MM.

Fábio Mayer disse...

Sabe qual é o problema, escrevendo francamente?

É que no Brasil existe um preconceito de achar que homossexualismo anda sempre de mãos dadas com depravação e exibicionismo.

E foi por conta disso, dessa apelação constante sobre o assunto, que o diretor enfiou no meio do filme cenas sem sentido humano, afinal, fucar nu sem razão nenhuma é apenas apelação.

Como apelação é tratar de incesto, sabendo das consequências religiosas.

Ora, será que não é possivel fazer um filme bonitinho como aquelas comédias românticas, em que o casak seha homossexual? Pode sim, é possivel e o filme será bom... mas parece que o cinema brasileiro sempre tem que apelar para a baixaria.

Não assisti, mas pelo seu comentário, é um filme preconceituoso, na exata medida em que trata homossexuais como pessoas diferentes... quando em verdade são pessoas normais, quase todas com os exatos mesmo valores morais de qualquer hetero.

Melissa disse...

Do, eu não vi nada a respeito desse filme, muito menos no único cinema daqui!
Hum...
Agora quero vê-lo...

Beijos

Related Posts with Thumbnails